Logotipo do Planeta Educação

Fazer busca detalhada


placeholder for flash movie

Filosofando
Nilson Santos Professor de Filosofia e História da Educação/UNIR E-mail: nilson@unir.br

Filosofia para Crianças - 06/08/2007
Coluna Educação para o pensar

Preocupado com o baixo rendimento dos alunos das escolas de Ensino Fundamental e Médio e com a pouca maturidade intelectual dos estudantes universitários dos EUA, o professor Matthew Lipman, Doutor em Filosofia, elaborou um programa de ensino de Filosofia com crianças desde a pré-escola, até jovens do último ano do Ensino Médio.

Este método parte do pressuposto de que as escolas vêm tendo grande preocupação com os conteúdos escolares, em detrimento de fortalecer nos alunos uma série de habilidades de raciocínio, que são fundamentais para vida e também para a aprendizagem.

Estas habilidades envolvem a nossa capacidade de pensar de forma ordenada, coerente, criativa e auto-corretiva.

A escola continua apoiada basicamente na memória como instrumento de aprendizagem; quem não se lembra das noites decorando tabelas de verbos irregulares de Inglês, os elementos da tabela periódica, os títulos e autores das obras da literatura, as datas e vultos - ou visagens - da História. Os exercícios ou as experiências realizadas pelos professores (como se fossem inovações pedagógicas) têm como objetivo a assimilação da matéria, em nada diferente do objetivo da “decoreba”. Em alguns casos são permitidas pelos professores algumas construções ou associações livres, porém, o aluno não desenvolve seu próprio juízo acerca das coisas, nem consegue entender os nexos entre os conteúdos, pois não pode ultrapassar a matéria dada pelo professor.

Porém, isto não se deve necessariamente ao desconhecimento do professor do que esteja sendo produzido de mais recente no campo das teorias da aprendizagem. O problema básico é que os educadores não conseguem resolver este desafio: o aluno não sabe o que é uma conexão, não sabe formular hipóteses, não sabe quais os critérios para se descrever ou observar algo, para perceber as possíveis regras que estão por trás das coisas, eles não consegue exemplificar com segurança, não estabelecer similaridades e diferenças entre as coisas.

Todos os professores invariavelmente partem do pressuposto de que os alunos conseguem naturalmente, por exemplo, aproximar conceitos semelhantes, em última análise comparar coisas diferentes. Desenvolvem seu trabalho em sala de aula e assustam-se com o desempenho da turma. Promovem uma revisão da matéria, realizam exercícios, que acabam por serem assimilados de forma acrítica, pois os alunos não dispõem de uma série de “ferramentas” de raciocínio para “desmontar” um problema.

Neste sentido, o Programa de Filosofia para Crianças, pretende justamente propiciar aos alunos uma série de discussões de cunho filosófico, onde o fundamental é ser crítico, ser inventivo, viabilizar alternativas, estabelecer cooperação intelectual, exigir razões, explicitar os sentidos, e comprometer-se com uma forma de pensamento que seja auto-corretiva pelo diálogo.

O programa conta com vários conjuntos de histórias onde os personagens têm aproximadamente a mesma idade das crianças e dos jovens, e relatam a vivência de seu quotidiano, envolvendo a escola, os amigos, a família, os problemas sociais e existenciais que qualquer criança/adolescente/jovem se depara. Estas histórias estimulam nas crianças uma série de perguntas sobre si mesma, sobre o mundo e sobre a escola, e é através do debate estabelecido em sala de aula que o professor coordena o tema em questão, buscando com os alunos as conexões, as implicações, as conseqüências, enfim tudo o que envolve o problema levantado pelos alunos, garantindo conhecimento construído e mais denso de significados; possibilitando aos alunos amadurecimento intelectual que lhe dê condições de agir de forma consciente e conseqüente na escola e na sociedade.

Neste programa o professor tem papel singular, a ele compete garantir o rigor do debate entre os alunos, para que sua discussão ganhe profundidade, compreensão e provoque o alargamento do horizonte por parte dos alunos, além é claro do pensar por si mesmo. Filosofia para Crianças tem a preocupação básica com o pensar bem, e o pensar bem implica muitas vezes em realizar boas escolhas, e realizar boas escolhas pode garantir qualidade de vida melhor a todos nós.

Avaliação deste Artigo: 4 estrelas
COMPARTILHE

DeliciusDelicius     DiggDigg     FacebookFacebook     GoogleGoogle     LinkedInLinkedIn     MySpaceMySpace     TwitterTwitter     Windows LiveWindows Live

AVALIE O ARTIGO





INDIQUE ESTE ARTIGO PARA UM AMIGO










15 COMENTÁRIOS

1 Ângela Meirice Oliveira - Itabuna BA
Maravilha de texto! Aproveitando o ensejo, solicito mais sugestões de como trabalhar filosofia com crianças e préadolescentes. Colocarei os créditos em meu blog: http://angelameirice.blogspot.com/ assim como fiz com esse texto. Abraços.
09/10/2011 09:01:35


2 marlecy malcher palheta - belém
gostei muito do artigo e gostaria muito de trocar informções com colegas que estão desenvolvendo pesquisa sobre o program de Lipman, eu também estou nesta área e considero de extrema importancia a discussão do tema.
10/08/2011 11:14:48


3 Tânia Greco - São Paulo
Seu artigo contribui para que realizasse a escolha sobre o tema para meu TCC. Trabalho na educação e sinto a necessidade de uma reflexão nos alunos .E acredito que é na filosofia o caminho para esse aprendizado. Valeu pelo artigo.
17/06/2011 20:36:34


4 PRISCILA DAMAZIO - SANTA LUZIA MG
Oi, gostei muito do artigo pois proporcionou uma visão ampliada do assunto tão discutido Filosofia para crianças. Fui abordada para pesquisar sobre este tema, ainda estou aprofundando mais, para o meu tcc. Este artigo me auxiliou muito. Obrigada! Fiquem com Deus.
06/03/2011 02:50:02


5 Liane Maria Eggert Esswein - Porto AlegreRS
Muito bom saber que não estou sozinha nesse caminho. Escolhi justamente esse tema para desenvolver o meu TCC no curso de graduação em Pedagogia, pois acredito que ajudar a construir uma consciência crítica e formar crianças que pensam e refletem sobre suas atitudes é tão importante quanto desenvolver conteúdos curriculares.
05/06/2010 12:11:23


6 Luciana Andretto Santos - Lençóis Paulista
Gostei bastante do artigo. Em minha cidade o ensino de Fiolosofia já é uma realidade. Realmente percebese a mudança que as crianças apresentam, mas confesso que ainda estou engatinhando nessa área .
01/06/2009 08:18:04


7 Geoveth José Mário - UigeAngola
nos faz compreender a vida com disucssao madura.faz com que o individuo aprende com os outros e com os mesmos ele influi tambem.
09/03/2009 09:21:50


8 lucilene cavalcante da silva - Irecê Ba
Muito bom ! realmente é trabalhando com discussões, fazendo com que aprendam também a ouvir os outros, sem impor ainda os conceitos. Sendo assim aprendem a pensar, refletir e agir.
12/09/2008 19:07:22


9 Gilson Medina - JAGUARÃO/RS.
O artigo é ótimo e induz a pensar sobre o pensar das gerações que estão convivendo conosco e para as quais estamos entregando o HOJE e o AMANHÃ deles próprios e nosso também.
01/08/2008 20:11:29


10 rafael - porto velho
primeiramente quero dizer que gostei muito do artigo ele coloca em sintese o que é o programa de filosofia para crianças. lendo esse artigo que contribuiu muito para minha pesquisa pude constatar que esse programa é de grande importancia para uma melhor educação para as crianças e jovens gostaria muito de que esse programa tivesse sido colocado em pratica durante a minha infancia e juventude porem nem tudo e como a gente quer, ja que nao posso voltar ao passado pelo menos vou contribuir para que as novas geraçoes possam ter um melhor desenvolvimento na escola e por que nao em suas vidas. valeu.
07/07/2008 17:21:56


11 beto scanssette - paço do lumiar -Ma
gostaria de ler o artigo 3 na integra, de betania barroso - brasilia, alem do seu contato para futuras reflexoes.
09/01/2008 13:23:09


12 isabel carvalho - Lisboa Portugal
Eu trabalho com crianças de 5 anos e os exercicios de filosofia na escola sao uma realidade! É expantoso ver como as crianças evoluem rapidamente no desenvolvimento dos seus pontos de vista, na explicaçao dos seus argumentos e no respeito pelas opiniões das outras crianças!! Apenas tenho pena, que estes programas nao sejam mais divulgados em Portugal.
02/12/2007 18:58:44


13 Maria Joana DArc de Freitas - Conceição dos Ouros - MG
Muito esclarecedor. E que nos faz pensar em como porporcionar aos pequenos, uma educação de qualidade, onde se pode fazer uso do pensar, analisar e refletir, muitas vezes esquecidos pelo imediatismo do mundo atual. Gostei muito especialmente devido ao tema de minha monografia que penso desenvolver abordando o tema: "Ética e Filosofia para alunos de 1ª a 4ª série". Gostaria de receber sugestões que possam me ajudar no desenvolvimento deste tema. Obrigada!
10/09/2007 22:04:12


14 Betania Barroso - Brasília
Este artigo, pode-se dizer especial pelo fato de trazer uma crítica instigadora à reflexão sobre a prática educativa tão condicionada ao naturalismo da aprendizagem. Sobretudo é uma proposta de ensino que visa o exercício do raciocínio, da reflexão, da criatividade para um aprendizado mais coerente, real e profundo.
04/09/2007 20:24:52


15 valencia menezes laudeauzer - RJ
a filosofia deveria ser encarada como um aliado ao professor, uma ótima ferramenta de trabalho. valeu!!!
26/08/2007 17:31:59


ENVIE SEU COMENTÁRIO

Preencha todos os dados abaixo e clique em Enviar comentário.



(seu e-mail não será divulgado)


Os conceitos e opiniões emitidos em artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores.