Logotipo do Planeta Educação

Fazer busca detalhada


placeholder for flash movie

Dicas de Navegação
João Luís de Almeida Machado Doutor em Educação pela PUC-SP; Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP); Professor Universitário e Pesquisador; Autor do livro "Na Sala de Aula com a Sétima Arte – Aprendendo com o Cinema" (Editora Intersubjetiva).

Gibindex - A Enciclopédia Brasileira dos Gibis - 02/08/2005
Para se divertir e aprender com histórias em quadrinhos

http://www.gibindex.com/enciclopedia/br

Desenho-do-Recruta-Zero-e-o-Sargento-Tainha
O Recruta Zero e o Sargento Tainha, personagens criados por Mort Walker,
retratam com bom humor a rotina dos quartéis norte-americanos,
colocando frente a frente à relutância e a preguiça do personagem
principal e a austera disciplina dos regimentos norte-americanos.

Há muito que aprender com a arte. E também é importante que não desprezemos nenhuma das representações e formatos artísticos criados pela humanidade para se expressar e apresentar suas idéias. Durante um bom tempo, por exemplo, as histórias em quadrinhos foram marginalizadas nas escolas. Não eram consideradas como parte de uma cultura elaborada, rica, diversificada e capaz de proporcionar aos estudantes a aprendizagem que se espera dar nas escolas.

Ledo engano. Os quadrinhos têm se revelado fonte inspiradora para outras artes e para a cultura pop, do mesmo modo como tem sido mais recentemente utilizados nas salas de aula (ainda que de forma um tanto quanto tímida), rompendo as barreiras que persistem.

Há variados personagens, situações, contextos, histórias, representações e nacionalidades de onde podemos tirar recursos para criar aulas em que os quadrinhos sejam utilizados como recursos de aulas práticas, dinâmicas e também de projetos educacionais. A produção mundial é variadíssima e, mesmo, a criação de histórias e personagens em terras brasileiras tem conquistado sucesso tanto no Brasil quanto em outras partes do mundo.

Desenho-de-O-Amigo-da-Onca
Muito antes do sucesso da Turma da Mônica ou do Menino Maluquinho, um outro
personagem brasileiro, o Amigo da Onça (do cartunista Péricles), já demonstrava um
pouco da fina ironia e do grande senso de humor dos brasileiros na revista O Cruzeiro.

Quem pode negar isso tendo em vista o estrondoso êxito obtido por Ziraldo e Maurício de Souza com suas criações? A Turma da Mônica e também a do Menino Maluquinho comprovam essa tese e criam, para nós brasileiros, uma alternativa muito própria e contextualizada para se falar sobre a infância, a família, as relações interpessoais, o meio ambiente, as leis do trânsito, a saúde, a educação, os meninos de rua e tantos outros temas oportunos e importantes.

Além desses autores, já apresentados aos visitantes que navegam pelas páginas do Planeta Educação (há artigos sobre livros, páginas da Internet e até mesmo sobre vídeos com os personagens brasileiros, confiram nas colunas Planeta Literatura, Dicas de Navegação e Cinema na Escola), sucessos internacionais como a argentina Mafalda, o belga Tintin, o francês Asterix, os americanos Garfield e Calvin ou as criações de Walt Disney (Mickey, Donald, Pateta e companhia), há inúmeros outros que certamente podem enriquecer ainda mais a galeria de histórias que hão de reforçar o acervo dos professores no processo de elaboração de suas aulas.

Para conhecer melhor todos esses personagens, seus autores, os países e realidades em que foram criados e, até mesmo, a forma como suas histórias se desenvolvem, foi criado no Brasil, em 1997, a Enciclopédia Brasileira dos Gibis, também conhecida como Gibindex (www.gibindex.com).

Nesse artigo apresentamos as características e recursos oferecidos pelo Gibindex e, esperamos com isso, estar incentivando os professores a utilizar mais regularmente os quadrinhos em sala de aula e, também, os estudantes e a conhecer e se afeiçoar com vários personagens que marcaram época e que continuam a alegrar a vida de muitas e muitas crianças, adolescentes e adultos pelo mundo afora.

Desenho-dos-quadrinhos-da-Revista-Mad
A Revista Mad revolucionou os quadrinhos ao colocar em uso uma representação
escrachada e satírica do cotidiano, dos fatos mais importantes da história
e das personalidades destacadas pela grande mídia. Trabalhos como o
do desenhista Sérgio Aragonés divertiam os leitores e faziam uma
necessária e reflexiva crítica da sociedade em que vivemos.

O Site

Como toda boa enciclopédia, o Gibindex poupa esforços no que se refere a criar um visual muito elaborado em favor de caprichar na apresentação de um bom acervo de informações sobre as histórias em quadrinhos, seus personagens e autores.

Seu principal acervo pode ser encontrado na seção Enciclopédia, que não é a única disponível como poderíamos pensar a princípio. Organizada em ordem alfabética, a enciclopédia Brasileira dos Gibis oferece aos internautas que a visitam várias informações sobre publicações, personagens, desenhistas, quadrinistas, chargistas e também sobre as histórias em quadrinhos. Há mais de 600 verbetes disponíveis, o que representa para quem se inicia nesse assunto, um considerável cabedal de informações e, para quem quer se aprofundar, a chance de conhecer autores e gibis que até então não conhecia.

Um outro recurso interessante é o setor dedicado a Cronologia. Ao longo das décadas do século XX vão sendo apresentadas aos interessados a evolução das tiras e o surgimento de mais e mais personagens.

Há também uma preocupação em evidenciar a força dessa arte a partir da relação que tem se estabelecido entre os quadrinhos e as demais produções culturais humanas, como o teatro e o cinema, por exemplo. Outro dado curioso refere-se ao fato de que as HQs (Histórias em Quadrinhos) também viraram selos, como pode ser verificado através do setor Gibifilatelia encontrado no Gibindex.

Para complementar e reforçar as informações sobre HQs, podem ser encontradas Reportagens sobre gibis e também uma série de publicações sobre o assunto em diferentes formatos (como artigos, teses, livros nacionais e publicações estrangeiras).

Imagem-de-Tintin-e-Asterix
Tintin (do belga Hergé) e Asterix (dos franceses Goscinny e Uderzo) são grandes
sucessos das HQs européias. Atingiram grande vendagem em todo o mundo
ao unir elementos de suspense, aventura e história que tornaram suas
tramas elaboradas e sofisticadas, agradando a jovens e adultos.

Aos professores

Mais potente que uma locomotiva, mais rápido que um avião a jato, mais forte que qualquer ser vivo do planeta Terra, o Super-homem se tornou um dos mais poderosos ícones dos Estados Unidos e de seu imperialismo cultural, apesar disso, com todos os seus poderes em favor da luta pela paz entre os homens, veio ao mundo, como todos os demais super-heróis, incumbido de tornar a vida mais justa e equilibrada entre os homens. E o que podemos aprender com essa memorável criação das histórias em quadrinhos?

Mais do que podemos imaginar. É possível, por exemplo, explorar os aspectos históricos, a linguagem utilizada (que não é apenas formada pelas palavras e diálogos, mas também pelas imagens e onomatopéias), a filosofia impregnada nas tramas, a motivação dos personagens, a influência de suas formações e vidas na luta que desenvolvem e tantas outras possibilidades que podem ser pensadas e propostas pelos professores e também discutidas com os alunos.

Trabalhos semelhantes podem ser feitos com muitos outros personagens.

Outra possibilidade é a criação de oficinas de arte em que se aprendam as técnicas e em que se criem histórias e personagens que discutam história, reproduzam obras da literatura, se aventurem por paisagens estudadas pela geografia ou que enveredem pelos confins das ciências. Projetos dessa natureza poderiam contar com a participação de professores de diversas disciplinas e gerariam o surgimento de revistas como produtos finais de conteúdos estudados e de toda uma arte aprendida.

Acima de tudo, o que será possível perceber é que a educação se torna mais lúdica, divertida, interessante e, principalmente, efetiva. Os estudantes aprendem brincando com as cores, os riscos, os traços e, também, perdem o medo de se expressar através de seus desenhos. Nesse sentido, a existência de um site como o Gibindex (www.gibindex.com), uma rica referência quanto ao mundo dos quadrinhos, só reforça e estimula ainda mais esse fortuito e necessário encontro das HQs com a educação...

Avaliação deste Artigo: 3 estrelas
COMPARTILHE

DeliciusDelicius     DiggDigg     FacebookFacebook     GoogleGoogle     LinkedInLinkedIn     MySpaceMySpace     TwitterTwitter     Windows LiveWindows Live

AVALIE O ARTIGO





INDIQUE ESTE ARTIGO PARA UM AMIGO










14 COMENTÁRIOS

1 karol - uber
e meio interesante e brega tem coisa bem melhor para se falar....
18/09/2010 18:05:43


2 bianca - nova anaã BA
NÃSO GOSTEI MUITO PRECISAVA DE HISTORIAS DA TURMA DA MONICA FALANDO SOBRE O PLANETA TERRA !!!!!!!!!!!!!
28/02/2010 16:17:17


3 Elaine Ferraz - Lençóis Paulista
ADOREI! vOC~ES ESTÃO DE PARABÉNS.
28/05/2009 20:33:43


4 yuri - Belford roxo
Mt legal gostei muito .
10/05/2009 12:54:10


5 MATHEUS MESSIAS - SAO PAULO
ESTA MUITO BOM PARA BENS
13/04/2009 09:05:04


6 lara - ribeirão preto
PARABENS PARA TODOS!!!!!!!!!1:p
12/08/2008 10:23:52


7 Luisa - belo horizonte
esse comentario é exelente confira e aproveita as dicas um abraço!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
01/07/2008 14:33:40


8 tainara jacobosk - capitao leonidas marques
preciso de textos que contenha dialogo com a turma da monica falando sobre o meio ambiente
19/05/2008 15:48:55


9 luysa loitie - brasilia
muito bom mais não me satisfez
04/05/2008 16:43:45


10 luyza maria - camjos dos goitacazes
muito legal adorei voceis estao de parabens bjOoOoOoOoOoS
17/04/2008 12:48:58


11 amanda - sp
quero ler histórias em quadrinhos sobre o meio ambiente
22/09/2007 15:02:04


12 samila - fortaleza
eu quero ler histórias em quadrinhos sobre o meio ambiente.
17/09/2007 09:58:34


13 Flávio de Oliveira - Avaré - São Paulo
Muito legal, pois sou cartunista e dou aula de desenho e Histórias em Quadrinhos pesquiso muito sobre HQ, material muito interessante
08/06/2007 12:59:53


14 kamila ketlem - Manaus
vocês estão de parabens.
30/05/2007 12:37:11


ENVIE SEU COMENTÁRIO

Preencha todos os dados abaixo e clique em Enviar comentário.



(seu e-mail não será divulgado)


Os conceitos e opiniões emitidos em artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores.