Logotipo do Planeta Educação

Fazer busca detalhada


placeholder for flash movie

A Semana - Editorial
Erika de Souza Bueno Coordenadora Educacional da empresa Planeta Educação; Professora e consultora de Língua Portuguesa pela Universidade Metodista de São Paulo; Articulista sobre assuntos de língua portuguesa, educação e família; Editora do Portal Planeta Educação (www.planetaeducacao.com.br). E-mail: erika.bueno@fk1.com.br

Entre Flores e Espinhos - 10/07/2012
Beleza, poesia e canção que marcam cada momento 

Não dá para separar, os dois são únicos em si e, ainda que diferentes, a beleza da flor não é anulada pela força e significado dos espinhos.

Vale a pena! Sem pedir licença, o perfume que é exalado pelas flores invade qualquer espaço em questão de segundos e, sem perceber, as pessoas são estimuladas por ele.

Na poesia e na canção, as flores podem significar o que é belo, prazeroso e o que traz algum tipo de felicidade à vida.

Elas também simbolizam a natureza, o estado de felicidade e, talvez, até mesmo o desejo de cura para aqueles que estiverem enfermos.

Os românticos normalmente as utilizam em serenatas e jantares à luz de velas, mas não são todos que entendem que, entre flores e espinhos, ainda há muitos segredos.

Alguns pensamentos, contudo, podem nos ajudar a desvendar alguns desses mistérios.

Há que se considerar, por exemplo, que um buquê é composto por várias flores, e isso nos ensina que não dá para se viver sozinho.

Para cada momento, porém, um novo sentido, um novo significado.

Quando ganhamos flores num hospital, talvez aquele que nos presenteou estivesse nos dizendo que, mesmo com espinhos (dores e limitações), ainda podemos ser belos, fortes e exalar nosso perfume, ou seja, nossas experiências entre outras pessoas.

Aliás, há, pelo menos, duas formas de se adquirir experiência, mas todas elas passam por uma vida cautelosa, atenta e forte.

No caso, conquista-se experiência ao olhar do lado e aprender com o que outras pessoas estão passando ou, então, vivendo episódios que, no momento em que ocorrem, podem ser incompreendidos.

De um modo ou de outro, ainda aprendemos muito com as flores e com os espinhos.

Lição antiga, reproduzida muitas vezes pelos nossos pais e avós, mas que ainda ensina por si mesma.

Aprendemos que mesmo o belo passa por momento de dor e frustração. Aprendemos que o perfume se espalha facilmente em quaisquer ambientes.

Mas, entre tantas aprendizagens, podemos dar destaque ao fato de que as flores são capazes de transformar qualquer hora simples em um momento inesquecível.Elas marcam grandes datas, mas são especiais para marcar aquele tempo em que nada de novo aconteceu, atribuindo-o novo significado.

E, assim, a vida vai passando e novos sentidos atribuímos à sabedoria escondida das flores, pois aprendemos que tudo é um processo em que a beleza (flor) e a dor (espinhos) simplesmente coexistem.

Avaliação deste Artigo: 4 estrelas
COMPARTILHE

DeliciusDelicius     DiggDigg     FacebookFacebook     GoogleGoogle     LinkedInLinkedIn     MySpaceMySpace     TwitterTwitter     Windows LiveWindows Live

AVALIE O ARTIGO





INDIQUE ESTE ARTIGO PARA UM AMIGO










1 COMENTÁRIOS

1 Clície Maria Covizzi Alvarez - Santos
Não há vida sem amorFlor e dor Espinhos. Com isso quero dizer que a beleza da vida está na perfeita harmonia entre alegriaflore tristezaespinho. Se Soubermos lidar com ambos alcançaremos a felicidade que é filha da sabedoria.Caso contrário, só nos feriremos com os espinhos e não desfrutaremos da beleza e do perfume da flor.
23/07/2012 17:23:47


ENVIE SEU COMENTÁRIO

Preencha todos os dados abaixo e clique em Enviar comentário.



(seu e-mail não será divulgado)


Os conceitos e opiniões emitidos em artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores.