Logotipo do Planeta Educação

Fazer busca detalhada


placeholder for flash movie

A Semana - Editorial
Erika de Souza Bueno Coordenadora Educacional da empresa Planeta Educação; Professora e consultora de Língua Portuguesa pela Universidade Metodista de São Paulo; Articulista sobre assuntos de língua portuguesa, educação e família; Editora do Portal Planeta Educação (www.planetaeducacao.com.br). E-mail: erika.bueno@fk1.com.br

Quando as lembranças acontecem - 05/10/2010
Gestos de gentileza virtuais e reais

Redes Sociais, tais como o Twitter, Orkut, Facebook e afins são ótimos recursos para nos lembrar de datas que são importantes para nós e para todos os que estão, de algum modo, agregados às nossas páginas pessoais.

Dias das Mães, Pais, Idosos, Crianças, Datas de Aniversários e afins são lembradas com uma facilidade muito superior a de alguns anos antes, tudo porque é muito mais simples abrirmos nossas páginas e descobrirmos, por exemplo, os próximos aniversariantes e, facilmente, encaminharmos uma mensagem que é capaz de promover sorriso, alegria e satisfação àqueles que a recebem.

Tais características podem servir de momentos de reflexão em nossas salas de aulas, pois é muito importante nós sondarmos com os nossos alunos até que ponto os gestos de gentileza virtual podem ser reconhecidos como realmente válidos a nós enquanto pessoas carentes de relacionamento interpessoal ou, ainda, se tais gentilezas são tidas apenas como mero hábito que é seguido pelos internautas.

Refletir sobre as características de “amizades” virtuais, aliás, é prática que precisa ser contínua em nossas escolas, pois muitos são os alunos que estabelecem contato com pessoas de outra parte do mundo, mas nem sabem o primeiro nome do morador ao lado de sua casa, o nome das pessoas que convivem, ainda que de forma superficial, diariamente.

É interessante o professor introduzir momentos de reflexão, também, sobre o fato de algumas mensagens virtuais não serem bem-recebidas por algumas pessoas, normalmente as que são mais requisitadas, dado que muitas mensagens são encaminhadas a uma lista gigantesca de pessoas e, assim, terminam por encherem demasiadamente nossa caixa de e-mail ou nosso espaço nas Redes Sociais.

Ainda sobre este tema há, inclusive, a possibilidade de abordagem sobre a questão de algumas pessoas, as quais ainda não têm o hábito das vivências no “mundo virtual” e diante de algumas lembranças da data de seu aniversário, por exemplo, sentirem-se extremamente privilegiadas pelo fato de muitas pessoas terem se lembrado desta data tão importante em suas vidas.

Ora, é importante considerar que é perfeitamente comum e possível no dia de nossos aniversários, nos Dias das Mães, Pais e afins, pessoas que nem ao menos conhecemos pessoalmente lembrarem-se fielmente de nós em datas-chaves, vamos assim dizer.

É de nosso conhecimento que parte significativa destas pessoas lembrou-se de tais datas simplesmente pelo fato de nós estarmos inseridos em suas “vidas virtuais”, ou seja, de modo abstrato e, nestas condições, a lembrança só ocorreu devido aos lembretes que são, continuamente, expostos em nossas páginas do Orkut, Facebook e afins.

Até que ponto uma mensagem virtual com palavras belas e gentis pode ser considerada importante para nós? Quem são as pessoas de nossa convivência real que se lembram de momentos especiais para nós? A verdade é que num mundo tão cheio de indiferenças, os recursos virtuais que nos possibilitam encaminhar belas mensagens em datas importantes ao outro são dignos de aplausos, pois todo gesto que tem a intenção de nos fazer feliz pode, perfeitamente, ser entendido, compreendido e bem-aceito por nós.

Diferente do que ocorre em grande parte das vezes, se você hoje recebeu uma mensagem bonita, leia e sinta-se feliz por tê-la recebida, pois alguém se lembrou de você, você é importante para alguém, sinta-se assim, pois todos nós somos membros de um corpo maior, no qual cada parte é fundamental para o funcionamento de um todo.

Se hoje é um dia especial para você, receba nosso abraço virtual e nossos desejos de muita paz, desejos estes que, apesar da distância que existe entre nós, são reais, concretos e muito sinceros.

As lembranças, ainda que apoiadas pelos recursos tecnológicos presentes nas Redes Sociais, como nós temos hoje abordado, são dignas de serem bem-recebidas por nós, pois “gentileza gera gentileza”, ainda mais em dias como os nossos.

Como estamos falando em lembranças, aproveite para fazer das gentilezas virtuais um bom exercício para ser executado no presencial, no concreto, entre as pessoas que diariamente estão conosco, seja em nosso trabalho, na companhia dos nossos vizinhos, em meio aos nossos familiares, em meio aos nossos alunos, em meio àqueles que desejam ser privilegiados por um sorriso, por um bom-dia, por um gesto de cortesia e de amabilidade.

Redes Sociais, tais como o Twitter, Orkut, Facebook e afins são ótimos recursos para nos lembrar de datas que são importantes para nós e para todos os que estão, de algum modo, agregados às nossas páginas pessoais.

Dias das Mães, Pais, Idosos, Crianças, Datas de Aniversários e afins são lembradas com uma facilidade muito superior a de alguns anos antes, tudo porque é muito mais simples abrirmos nossas páginas e descobrirmos, por exemplo, os próximos aniversariantes e, facilmente, encaminharmos uma mensagem que é capaz de promover sorriso, alegria e satisfação àqueles que a recebem.

Tais características podem servir de momentos de reflexão em nossas salas de aulas, pois é muito importante nós sondarmos com os nossos alunos até que ponto os gestos de gentileza virtual podem ser reconhecidos como realmente válidos a nós enquanto pessoas carentes de relacionamento interpessoal ou, ainda, se tais gentilezas são tidas apenas como mero hábito que é seguido pelos internautas.

Refletir sobre as características de “amizades” virtuais, aliás, é prática que precisa ser contínua em nossas escolas, pois muitos são os alunos que estabelecem contato com pessoas de outra parte do mundo, mas nem sabem o primeiro nome do morador ao lado de sua casa, o nome das pessoas que convivem, ainda que de forma superficial, diariamente.

É interessante o professor introduzir momentos de reflexão, também, sobre o fato de algumas mensagens virtuais não serem bem-recebidas por algumas pessoas, normalmente as que são mais requisitadas, dado que muitas mensagens são encaminhadas a uma lista gigantesca de pessoas e, assim, terminam por encherem demasiadamente nossa caixa de e-mail ou nosso espaço nas Redes Sociais.

Ainda sobre este tema há, inclusive, a possibilidade de abordagem sobre a questão de algumas pessoas, as quais ainda não têm o hábito das vivências no “mundo virtual” e diante de algumas lembranças da data de seu aniversário, por exemplo, sentirem-se extremamente privilegiadas pelo fato de muitas pessoas terem se lembrado desta data tão importante em suas vidas.

Ora, é importante considerar que é perfeitamente comum e possível no dia de nossos aniversários, nos Dias das Mães, Pais e afins, pessoas que nem ao menos conhecemos pessoalmente lembrarem-se fielmente de nós em datas-chaves, vamos assim dizer.

É de nosso conhecimento que parte significativa destas pessoas lembrou-se de tais datas simplesmente pelo fato de nós estarmos inseridos em suas “vidas virtuais”, ou seja, de modo abstrato e, nestas condições, a lembrança só ocorreu devido aos lembretes que são, continuamente, expostos em nossas páginas do Orkut, Facebook e afins.

Até que ponto uma mensagem virtual com palavras belas e gentis pode ser considerada importante para nós? Quem são as pessoas de nossa convivência real que se lembram de momentos especiais para nós? A verdade é que num mundo tão cheio de indiferenças, os recursos virtuais que nos possibilitam encaminhar belas mensagens em datas importantes ao outro são dignos de aplausos, pois todo gesto que tem a intenção de nos fazer feliz pode, perfeitamente, ser entendido, compreendido e bem-aceito por nós.

Diferente do que ocorre em grande parte das vezes, se você hoje recebeu uma mensagem bonita, leia e sinta-se feliz por tê-la recebida, pois alguém se lembrou de você, você é importante para alguém, sinta-se assim, pois todos nós somos membros de um corpo maior, no qual cada parte é fundamental para o funcionamento de um todo.

Se hoje é um dia especial para você, receba nosso abraço virtual e nossos desejos de muita paz, desejos estes que, apesar da distância que existe entre nós, são reais, concretos e muito sinceros.

As lembranças, ainda que apoiadas pelos recursos tecnológicos presentes nas Redes Sociais, como nós temos hoje abordado, são dignas de serem bem-recebidas por nós, pois “gentileza gera gentileza”, ainda mais em dias como os nossos.

Como estamos falando em lembranças, aproveite para fazer das gentilezas virtuais um bom exercício para ser executado no presencial, no concreto, entre as pessoas que diariamente estão conosco, seja em nosso trabalho, na companhia dos nossos vizinhos, em meio aos nossos familiares, em meio aos nossos alunos, em meio àqueles que desejam ser privilegiados por um sorriso, por um bom-dia, por um gesto de cortesia e de amabilidade.

Avaliação deste Artigo: 4 estrelas
COMPARTILHE

DeliciusDelicius     DiggDigg     FacebookFacebook     GoogleGoogle     LinkedInLinkedIn     MySpaceMySpace     TwitterTwitter     Windows LiveWindows Live

AVALIE O ARTIGO





INDIQUE ESTE ARTIGO PARA UM AMIGO










0 COMENTÁRIOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Preencha todos os dados abaixo e clique em Enviar comentário.



(seu e-mail não será divulgado)


Os conceitos e opiniões emitidos em artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores.