Logotipo do Planeta Educação

Fazer busca detalhada


placeholder for flash movie

Planeta Literatura
 

Carlos, menino poeta - 07/07/2009
Livro convida crianças a mergulharem na poesia de um mineiro apaixonado pelas palavras

“Amor é dado de graça, é semeado no vento, na cachoeira, no eclipse. Amor foge a dicionários e a regulamentos vários.”

O trecho acima é de autoria de um menino que nasceu em Itabira, Minas Gerais. Que muitas vezes, nos dias longos em que viveu nos colégios internos, sentiu-se impedido de fazer o que o seu coração mandava: brincar com as palavras.

Carlos, menino poeta, lançamento da PAULUS e escrito por Lúcia Fidalgo, apresenta às crianças um dos mais influentes poetas brasileiros: Carlos Drummond de Andrade. A autora conta o sonho do garoto, que era viver para as letras e a poesia.

Depois de sofrer muito em colégios internos, Carlos cresceu e conheceu Dolores, o seu grande amor. De volta a Itabira, o escritor foi convidado para trabalhar como redator e poeta no jornal Diário de Minas. Feliz por poder escrever e pelo nascimento de sua filha, Maria Julieta, a vida de Drummond estava assim completa de felicidade.

Com uma linguagem leve e poética, Lúcia Fidalgo cria, em cada página, um encontro do leitor com o poeta. Trechos de suas obras, como “Mas as coisas findas muito mais que lindas essas ficarão”, vão ao encontro das ilustrações, que transmitem a doçura com que o escritor enxergava a vida.

Mas a tristeza também o encontrou, e no dia 5 de agosto de 1987, Julieta, sua filha tão amada, faleceu. Em 17 de agosto, 12 dias após a morte da filha, Carlos Drummond de Andrade segue o mesmo caminho e, aos 85 anos de idade, deixa o Brasil órfão de poesia.

Carlos, menino poeta conta a história de um homem que foi, no Brasil e no mundo, a personificação da poesia. Da coleção Brasileirinhos, o livro colabora com o público infantojuvenil na descoberta das palavras e na fantástica sensação de conhecer um dos mais expressivos escritores brasileiros.

Lúcia Fidalgo é escritora, contadora de histórias do Grupo Morandubetá, bibliotecária, mestra em Educação, professora na Universidade Santa Úrsula e pesquisadora do Aleph-UFF. Nasceu no Rio de Janeiro e desde pequena gosta de ler, contar e ouvir suas histórias, que hoje ela compartilha com seus leitores. Lúcia foi autora revelação no ano de 1997, com o livro Menino Bom, prêmio recebido da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

Robson Araújo é carioca, mas mora entre as montanhas de Minas Gerais, na cidade de Betim. Além de ilustrador, é caricaturista. Em 1997, recebeu a menção de “Ilustrador Revelação” da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Vários de seus trabalhos receberam a menção “Altamente Recomendável” da mesma fundação. Grande parte desses trabalhos foram selecionados para participar do catálogo brasileiro para a feira de Bolonha – Itália. Como caricaturista, participou de vários salões de humor do país. Em 1992, recebeu a menção honrosa da mostra de caricaturas promovida pelo jornal Yomiuri Shimbun – Japão.

Fonte: Portal Paulis (http://paulus.com.br/imprensa/detalha_materias2.php?id=3112)

Avaliação deste Artigo: 3 estrelas
COMPARTILHE

DeliciusDelicius     DiggDigg     FacebookFacebook     GoogleGoogle     LinkedInLinkedIn     MySpaceMySpace     TwitterTwitter     Windows LiveWindows Live

AVALIE O ARTIGO





INDIQUE ESTE ARTIGO PARA UM AMIGO










0 COMENTÁRIOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Preencha todos os dados abaixo e clique em Enviar comentário.



(seu e-mail não será divulgado)


Os conceitos e opiniões emitidos em artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores.