Logotipo do Planeta Educação

Fazer busca detalhada


placeholder for flash movie

Aprender com as Diferenças
Luís Campos - Blind Joker Salvador - Bahia – Brasil

A Terra dos Perdidos - 10/02/2009
Capítulo I

Capítulo I

Numa conferência via Skype, o povo resolveu comemorar o primeiro aniversário da Campos Livres e decidiu fazer uma excursão aérea. Como Marlene Santiago entendia do riscado, ficou responsável pela contratação da companhia aérea, da estada no hotel e pelos magníficos passeios planejados com entusiasmo pelos conferencistas. No dia e hora combinada, estavam todos no aeroporto de Porto Seguro que, segundo Marlene, era o mais apropriado para a partida, não só pelo nome, como também pelo valor histórico do lugar.

Se esquecermos os "descobridores" que, embora extasiados diante da exuberante beleza natural da terra tupiniquim, "cegos" pela ganância destruiram e exploraram os gentis e a natureza local, aquele lugar nunca vira tanto cego junto!

Ao saber que a "Transaaxé" foi a Empresa aérea que Marlene contratara, Luís perguntou-lhe se era uma companhia confiável, afinal, nunca se ouvira falar dela...

- Ora, Luís... com sua casquinhagem, foi o melhor que pude arranjar!

- Fale baixo, Marlene... quer que todo o aeroporto saiba que sou um mão-de-vaca?

- Você provocou!

- Tá bem, Marlene! Voltemos pra junto da turma! Estão todos aí?

- Já chegou todo mundo... só faltam os pilotos!

- Você conhece os pilotos, Marlene?

- Claro! Fiz questão de dar uma olhadinha nos currículos dos caras!

- Ok! E como eles se chamam?

- O piloto é o Adler, que desertou da Luftwaffe e o copiloto é o Max Vermelho, mais conhecido como Barão Vermelho...

- Ei, Marlene... esse Barão Vermelho é aquele da Corrida Maluca?

- Esse mesmo! Ele não é uma gracinha?

- Eu nunca achei homem "uma gracinha", Marlene... mesmo sendo um personagem de ficção, tá?

- Isso é puro machismo, cara!

- Marlene, se não me engano, esse Adler atuava na Segunda Guerra Mundial... você não acha que ele deve estar um pouco velhinho?

- Ora, Luís... personagens fictícios nunca envelhecem!

- Nisso você tem razão! Vamos até onde está o povo!

- Aqui está o pessoal! Gente, daqui a uns vinte minutos deveremos embarcar!

Todos - Uuuuuu iupiii uaua uau fiuiiiiiiii!

- Olhe aqui, gente... no embarque vamos respeitar as normas da boa convivência: primeiro idosos, deficientes e crianças!

Mergulhador - É isso aí, Marlene!

Rebeca - Nada disso, Mergulhador. Eu entro primeiro. Estou duplamente deficiente! Hihihihihi!

Marlene - Deixe que eu empurro sua cadeira de rodas, Rebeca!

Rebeca - Nãããããão!

Evangel - Não se preocupe, Rebeca... aqui não tem poste!

Rebeca - Mas tem portas, escadas-rolantes, cadeiras e... pessoas!

Luís - É mesmo, Rebeca... eu empurro sua cadeira de rodas!

Rebeca - Obrigada, meu Amo e Senhor, mas confio mais na Margô! Hihihi!

Margô - Pode deixar, Luís, que eu levo Rebeca!

Luís - Depois dessa, quero distância dessa candidata a parabólica!

Danilo - Ih, o velho babão se retou! Uaua uaua uaua!

Ezequiel - Danilo pegou ar! Hahahahaha!

Rebeca - Calma, lindinho... eu estou brincando!

Luís - Tudo bem... eu vou com Elaine e Reinaldo! Marlene é muito perigosa! Hahahahaha!

Marlene - Vamos parar com isso, gente! Ela se bateu no poste e naquela caixa de isopor por causa do Luís!

Luís - Por minha causa, Marlene?

Marlene - Claro... foi você quem deixou eu guiá-la, tá?

Luís - Tudo eu, tudo eu! Ninguém me compreende! Caramba...

Marlene - Modere essa boca, Luís!

Nesse momento ecoou no saguão do aeroporto uma sensual voz feminina...

- Atenção senhores passageiros da Transaaxé, voo 1 7 1, embarque imediato no portão 13!

Marlene - Tá na hora, gente... vamos organizar o embarque!

Evangel - Marlene... e os gordos?

Marlene - O que tem mais aqui é gordo, Evangel!

Ednilson - Esqueceu de mim, amiga?

Pat Vision - E de mim também?

Rita Mendes - E as baixinhas?

Marlene - Calma, gente... todos serão embarcados!

Uma funcionária da TransAAxé aproximou-se do grupo...

- Pessoal, logo vocês poderão estar embarcando. O avião já está no pátio e o piloto logo vai estar no avião!

Evangel - Moça, por favor!

- Pois não, Senhor! Em que posso estar ajudando?

Evangel - Como trabalhei na Varig, gosto de conhecer os aviões que voarei... que avião é esse?

- Senhor, não disponho dessa informação, mas posso estar verificando!

Luís - Se eu fosse a senhorita, verificaria uma gramática!

- Não entendi, Senhor, mas posso estar...

Evangel - Deixa pra lá, Senhorita, esse velho adora corrigir as pessoas!

Luís - Nada disso... só os amigos! Hahahahahah!

- Bem, Senhores, devo estar voltando pro meu balcão. Ah, antes que eu me esqueça, já despachei as malas e os ani...

- Senhorita me leve urgentemente ao toalete! - disseram em uníssono Andréa Sousa e Patricinha, interrompendo a atendente.

- Pois não, Senhoras!

A atendente pegou Patricinha e Andréa pela mão e foi puxando em direção ao banheiro...

Marlene - O papo tá legal, mas vamos nos preparar pro embarque!

Todos - Uuuuuu iupiii uaua uau fiuiiiiiiii!

Marlene - Gente, vamos organizar uma filinha, tá?

Luís - Relaxe, Marlene! Vai todo mundo no "trenzinho"! Hahahahaha!

Mesmo com essa observação, Marlene fez questão de pôr o povo em fila. Empurra daqui, empurra dali e logo a fila estava perfeita... se um "S" pode ser considerado assim. O povo que estava no saguão, ao ver o trenzinho, começou a dizer gracinhas...

- Piuiiiii!

- Olha o trenzinho!

- Com um trem bão desse, eu até ando na linha!

- Esse trem é de carga ou de passageiro ?

- Piui, piui, piui, lá vai meu trem de ferro...

A turma, bem como os gaiatos, caíam na risada. Após alguns encontrões, Luís, que seguia atrás da Andréa Sousa, que seguia atrás do Reinaldo, que seguia atrás do... gritou pra Marlene...

Luís - Marlene... que tal dividir esse comboio?

Marlene - Dividir como?

Luís - Você, Evangel e Elaine, que têm baixa visão, guiam uma turma. Margô leva Rebeca. Pat Vision, Stella, Malu e Nelita levam os demais!

Ednilson - Acho uma excelente ideia, companheiro!

Nelita - Então vamos logo dividir esse trem! Eta gente custosa!

E assim foi feito...

Margô ia na frente empurrando a cadeira de rodas com a Rebeca, como se fosse a locomotiva do comboio. Marlene, um vagão de primeira classe, guiava Abílio, Joaquim, Aline, Ana Lúcia e Rita Gonçalves. Atrás dela seguiam os demais vagões: Nelita guiando Luís, Andréa, Antonio José, Sílvia e Wil. Stella trazia Audaí, Caco, Lígia, Salvador e Carmem Lúcia. Pat Vision puxando Danilo, Dudinha, Ezequiel, Érica e Rita Mendes. Elaine guiando Reinaldo, Caldeira, Francisco Luiz, Leonardo e Edson. Evangel rebocava Luzia, Ednilson, Marlene Garcia, Mergulhador e Mila. Nazaré guiava Nice Pontes, Marcão, Marilza, Patricinha, Renato Holanda e Ricardo Alexandre. Como último vagão, Malu, guiando Devair, Madréa, Samira, Tiago Cocci e Virgínia.

Mal esse maravilhoso trem adentrou o portão de embarque número treze, ouviu-se mais uma vez aquela deliciosa e suave voz anunciar...

- Atenção senhores passageiros da Transaaxé, voo 1 7 1, com destino à Vila Xurupita... embarque imediato pelo portão treze! Última chamada!

Todos - Uuuuuu iupiii uaua uau fiuiiiiiiii!

Fim deste capítulo.

Avaliação deste Artigo: Matéria ainda nao avaliada.
COMPARTILHE

DeliciusDelicius     DiggDigg     FacebookFacebook     GoogleGoogle     LinkedInLinkedIn     MySpaceMySpace     TwitterTwitter     Windows LiveWindows Live

AVALIE O ARTIGO





INDIQUE ESTE ARTIGO PARA UM AMIGO










0 COMENTÁRIOS
ENVIE SEU COMENTÁRIO

Preencha todos os dados abaixo e clique em Enviar comentário.



(seu e-mail não será divulgado)


Os conceitos e opiniões emitidos em artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores.