Logotipo do Planeta Educação

Fazer busca detalhada


placeholder for flash movie

Matemática
 

A história dos Três Porquinhos - 21/01/2008
Recontada por um engenheiro...

O filho quer dormir e pede ao pai (engenheiro) para lhe contar uma história, o pai logo se prontificou e lhe contou a dos três porquinhos.


Meu Filho, era uma vez três porquinhos (P1, P2 e P3) e um Lobo Mau, por definição, LM, que os vivia atormentando. P1 era sabido, fazia Engenharia Mecatrônica e já era formado Engenheiro Civil e Tecnólogo Mecânico. P2 era arquiteto e vivia em fúteis devaneios estéticos absolutamente desprovidos de cálculos rigorosos. P3 fazia Comunicação e Expressão Visual.

LM, na Escala Oficial da ABNT, para medição da Maldade (EOMM) era Mau nível 8,75 (arredondando a partir da 3ª casa decimal para cima). LM também era um mega investidor imobiliário sem escrúpulos e cobiçava a propriedade que pertencia aos Pn (onde "n" é um número natural e varia entre 1 e 3), visto que o terreno era de boa conformidade geológica e configuração topográfica, localizado próximo a Granja Viana.

Mas nesse promissor perímetro P1 construiu uma casa de tijolos, sensata e logicamente planejada, toda protegida e com mecanismos automáticos. Já P2 montou uma casa de blocos articulados feitos de mogno que mais parecia um castelo lego tresloucado. Enquanto P3 planejou no Autocad e montou ele mesmo, com barbantes e isopor como fundamentos, uma cabana de palha com teto solar, e achava aquilo "o máximo".

Um dia, LM foi ate a propriedade dos suínos e disse, encontrando P3:- "Uahahhahaha, corra, P3, porque vou gritar, e vou gritar e chamar o Conselho de Engenharia Civil para denunciar sua casa de palha projetada por um formando em Comunicação e Expressão Visual!" Ao que P3 correu para sua amada cabana, mas quando chegou lá os fiscais do Conselho já haviam posto tudo abaixo. Então P3 correu para a casa de P2.

Mas quando chegou lá, encontrou LM à porta, batendo com força e gritando:- "Abra essa porta, P2, ou vou gritar, gritar e gritar e chamar o Greenpeace, para denunciar que você usou madeira nobre de áreas não-reflorestadas e areia de praia para misturar no cimento." Antes que P2 alcançasse a porta, esta foi posta abaixo por uma multidão ensandecida de ecos-chatos que invadiram o ambiente, vandalizaram tudo e ocuparam os destroços, pixando e entoando palavras de ordem. Ao que segue P3 e P2 correm para a casa de P1. Quando chegaram na casa de P1, este os recebe, e os dois caem ofegantes na sala de entrada.

P1: O que houve?
P2: LM, lobo mau por definição, nível 8.75, destruiu nossas casas e desapropriou os terrenos.
P3: Não temos para onde ir. E agora, que eu farei? Sou apenas um formando em Comunicação e Expressão Visual!

Tum-tum-tum-tum-tuuummm!!!! (isto é somente uma simulação de batidas à porta, meu filho! O som correto não é esse).


LM: P1, abra essa porta e assine este contrato de transferência de posse de imóvel, ou eu vou gritar e gritar e chamar os fiscais do Conselho de Engenharia em cima de você!!!, e se for preciso até aquele tal de Confea.

Como P1 não abria (apesar da insistência covarde do porco arquiteto e do... do... comunicador e expressivo visual) LM chamou os fiscais, e estes fizeram testes de robustez do projeto, inspeções sanitárias, projeções geomorfológicas, exames de agentes físico-estressores, cálculos com muitas integrais, matrizes, e geometria analítica avançada, e nada acharam de errado. Então LM gritou e gritou pela segunda vez, e veio o Greenpeace, mas todo o projeto e implementação da casa de P1 era ecologicamente correto.

Cansado e esbaforido, o vilão lupino resolveu agir de forma irracional (porém super-comum nos contos de fada): ele pessoalmente escalou a casa de P1 pela parede, subiu ate a chaminé e resolveu entrar por esta, para invadir. Mas quando ele pulou para dentro da chaminé, um dispositivo mecatrônico instalado por P1 captou sua presença por um sensor térmico e ativou uma catapulta que impulsionou com uma força de 33.300 N (Newtons) LM para cima.

Este subiu aos céus, numa trajetória parabólica estreita, alcançando o
ápice, aonde sua velocidade chegou a zero, a 200 metros do chão.
Agora, meu filho, antes que você pegue num repousar gostoso e o papai te cubra com este edredom macio e quente, admitindo que a gravidade vale 9,8 m/s² e que um lobo adulto médio pese 60 kg, calcule:

a) o deslocamento no eixo "x", tomando como referencial a chaminé.
b) a velocidade de queda de LM quando este tocou o chão e
c) o susto que o Lobo Mau tomou, num gráfico lógico que varia do 0
(repouso) ao 9 (ataque histérico).

Resposta:

a) Sendo X o deslocamento horizontal, e a catapulta o tendo arremessado verticalmente para cima, a soma dos vetores demonstra que X=0. O advento de uma força externa, como o vento lateral poderia influir nesse valor, mas tais condições não foram abordadas no caso.

b) Para essa solução, usaremos: s = s0 + v0 * t+ 1/2 * a * t2
v = v0 + a * t. A altura declarada atingida é de 200m e nesse ponto temos v = 0m/s. Para os cálculos de velocidades, a massa não é necessária, como todos sabemos. Dado g=9,8 m/s2; | 200 = 0 + v0 + 1/2 * 9,8 * t2; | 0 = v0 + 9,8 * t
Resolvendo esse sistema com duas equações e duas variáveis, temos: t= 21,4s e v0 = 210m/s

c) O LM chega ao pico na escala de susto após perceber que foi projetado para cima. Quando a velocidade vetorial reduz, o LM tem a sensação de alívio, pois não está mais subindo. Após parar (instante t1), o início da queda o remete novamente à situação máxima de susto. O índice de susto cai abruptamente a 0 assim que ele toca o solo, virando PLM (pasta de lobo mal).

Fonte: novaeducacao@yahoogrupos.com.br

Avaliação deste Artigo: 4 estrelas
COMPARTILHE

DeliciusDelicius     DiggDigg     FacebookFacebook     GoogleGoogle     LinkedInLinkedIn     MySpaceMySpace     TwitterTwitter     Windows LiveWindows Live

AVALIE O ARTIGO





INDIQUE ESTE ARTIGO PARA UM AMIGO










30 COMENTÁRIOS

1 Aline - Florianópolis
A história é muito legal e muito valida na hora de ensinar matematica/fisica. Mas não vale a pena zuar com a galera da arquitetura e das artes visuais...
24/10/2012 14:27:45


2 Rayandra - Teófilo Otoni
Parabéns,eu e meus amigos: LUCAS e MARIA EDUARDA amamos
29/06/2012 17:44:19


3 ellen - taua
muito legal se fosse mais resumida seria mais legal!
13/10/2011 10:50:02


4 Rita Melo - Niterói
Muito shoow!!!! Parabéns ao autor e ao site.
19/07/2011 09:33:35


5 eliete sousa - BelemPa
Muito interesante contar historinhas infantis associando a matemática,a física e outras disciplinas,isso treina o raciocinio dos nossos baixinhos. Costumo fazer varia versões de histórias para os meus,é muito divertido!
03/06/2011 22:26:07


6 macio josé - santa quitéria Ma
Adoro o três porquinhos eles são muitos divertidos!!!
06/01/2011 13:29:12


7 nadine - salvador
oi otavio olhar essa historia é bacana
01/09/2009 18:29:41


8 thais mariano camargo - cananeia
esse site e da hora bjsssssssssssssssssssssssssssssssss
14/08/2009 18:12:01


9 lazaracavarsan - lençóis paulista
gostei podemos usar outras histórias para usar amatemática
01/06/2009 08:52:32


10 Gislene Ap. Peres Jacon de Oliveira - Lençóis Paulista
Adorei! Achei muito interessante ensinar matemática através da história dos Três Porquinhos, certamente as aulas ficarão mais dinâmicas e desafiadoras.
19/05/2009 17:26:49


11 ANTONIO - NATAL/RN
De primeira!!!!!! Valeeeeeuuuuu!!!!!!
27/04/2009 10:51:14


12 thaynna - assis
eu quero saber aonde tem lobo mau
11/04/2009 09:41:17


13 luciene santos de araujo silva - alagoinhas
legal! adorei a história, bastante criativa e inteligente usando uma história infantil ele mostrou como o professor pode trabalhar a matémática de forma lúdica. Parabéns...
10/03/2009 00:36:24


14 Monica -
Muito bom mesmo. Levando em consideração que as características dadas às demais áreas, a meu ver, foram apenas para enquadrar a realidade ao contexto da historinha. Parabéns...
04/01/2009 13:38:55


15 Francisca Ramos - Nova IguaçuRio de Janeiro
Amei a história, senssacional.
17/12/2008 21:07:58


16 Lucinelly Schultz Cruz - Teófilo Otoni
Muito bom, uma história magnífica para se entender a física e a matemática de forma gostosa!!!
19/11/2008 20:37:16


17 adilson - abaetetuba
gostei. Bastante interessante, acrescentaria no final do comentário doTumtumtumtumtuuummm!!!! a palavra onomatopéia. Contudo, se o seu objetivo for por ventura for educacional, ter humildade seria um gesto de respeito, ou se for zoar, tá de boa. Acredito que sua adaptação pode e deve ser usada em sala de aula com alunos do ensino médiodescontrair, com as devidas adequações ao contexto e realidade local.
14/11/2008 12:05:00


18 JOSE JORGE SOARES - Itaguai Rio de Janeiro
Gostei muito da historia dos 3 porquinhos com a sua adaptação para melhor compreendermos a engenharia e a matemática. Isso faz nós professores pensarmos como podemos aplicar a matemática ou outra disciplina com adaptações nas histórias infantis, ou em outras histórias, mostrando a realidade do mundo de fora da sala de aula, fazendo com que a aula fique mais atraente e interessante para os alunos.
20/10/2008 16:27:32


19 Helena de Oliveira CAstro - Belo Horizonte - Minas Gerais
Adorei! Sou fã dos Três Porquinhos. Esta, não conhecia. Parabéns pelo artigo e para este bom engenheiro.Sabia que poso trabalhar lPortuguês e Literetura agora matemática e até física.Serei mais uma fã do site.
22/06/2008 16:38:28


20 Nilva Nunes de Oliveira - Campo Mourao
Adorei a história dos tres porquinhos. Parabéns pela criatividade!!!
17/06/2008 20:50:44


21 Lêda - Salvador
Gostei muito. Ja havia me esquecido dessa fabula. Fez parte da minha infancia.
23/03/2008 17:42:52


22 Daniela Vallim - Bauru
Eu gostei bastante, concordo com o André em rela~ção ao "preconceito" e/ou "desmerecimento" com as outras profissões, digamos assim. Mas para mim vi uma maneira de junto aos meus alunos, elencar pontos favoráveis e não para com determinadas áreas, claro que com muito respeito por quê, o que seria de nós se não houvesse o chefe de governo, ou se não houvesse o gari, ou se não houvesse os professores, ou se não houvesse os medicos, engenheiros, arquitetos, comunicadores, e etc... etc... etc... Temos que realmente refletir sobre tudo que lemos. Amei.
19/03/2008 13:16:02


23 André Oliveira - Brasília-DF
Sou universitário, do curso de Licenciatura em Física. Achei a versão bastante criativa, mas não pude deixar de notar um tom preconceituoso com "fúteis devaneios estéticos absolutamente desprovidos de cálculos rigorosos", "casa de blocos articulados feitos de mogno que mais parecia um castelo lego tresloucado", "multidão ensandecida de ecos-chatos (se não fossem eles o clima estaria bem mais louco...) que invadiram o ambiente, vandalizaram tudo e ocuparam os destroços, pixando (não são os meios corretos de conseguir o que querem) e entoando palavras de ordem", "E agora, que eu farei? Sou apenas um formando em Comunicação e Expressão Visual!"e com "insistência covarde do porco arquiteto e do... do... comunicador e expressivo visual". Há ainda um pequeno erro conceitual na resposta da questão "a", pois se fala da "trajetória parabólica estreita" e, na resposta, afirma que "a catapulta o tendo arremessado verticalmente para cima"... o conceito de reta e de parábola são distintos, não? Não quero diminuir a grande sacada do autor desta versão, muito menos ser politicamente correto. Quero apenas que, como cidadão, eu veja minhas opiniões e a área de conhecimento a qual me dedico ser respeitada. E, para isso, a primeira coisa que devo fazer é respeitar as opiniões e as diversas áreas de conhecimento alheias. Caso contrário, perco o direito de exigir respeito ao presenciar cenas de preconceito quanto às minhas opiniões.
11/03/2008 13:30:54


24 caterina lisetta santa cimino - GOIANIA
Maravilhosa...muito interessante de uma inteligencia tamanha, parabéns continue fazendo sempre novas histórias, um grande abraço....Caterina Cimino
27/02/2008 18:28:18


25 Ana Rodrigues - Guaratinguetá
Criativo e hilário !!!Ótimo , não só pelo conteúdo educacional , quanto por ser um texto motivador do simples prazer de ler .
24/02/2008 10:21:32


26 Isabella - Recife
Adorei... Inteligente, usando elementos simples e uma história que permite muita reflexão, a versão da historinha ficou muito interessante! Parabéns Abs
14/02/2008 02:25:27


27 Rosangela Assis - Curitiba
Adorei! Achei muito interessante introduzir o contexto da matemática na história dos Três Porquinhos, certamente as aulas ficarão mais dinâmicas e desafiadoras.
11/02/2008 18:15:44


28 Tereza Miriam Pires Nunes - Campinas
Genial!!! Gosto de variar as histórias e atualmente, trabalho com educação ambiental e ludicidade para adultos. Este texto vai ser o BUM das hitórias "infantis". Parabéns pra quem o fez. Saudações ecológicas Zamira
10/02/2008 00:09:55


29 Nilza Nascimento Soares - Macapá-ap
interessante atravès de uma história (texto) o professor poderá trabalhar a matemática de forma dinâmica, prazerosa, séria e consistente.
07/02/2008 15:18:56


30 Jefersandro Pereira Jácome - Porto Nacional
Parabéns, tanto pelo artigo "A história dos Três Porquinhos, Recontada por um engenheiro..." quanto por todo o site. Simplesmente adorei! É um site que já está nos meus favoritos. Jefersandro http://jacaredechinelo.blogspot.com
22/01/2008 17:28:50


ENVIE SEU COMENTÁRIO

Preencha todos os dados abaixo e clique em Enviar comentário.



(seu e-mail não será divulgado)


Os conceitos e opiniões emitidos em artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores.