Logotipo do Planeta Educação

Fazer busca detalhada


placeholder for flash movie

Aprender com as Diferenças
Elisete Oliveira Santos Baruel Diretora de Educação da Vitae Futurekids; Pedagoga; Especialização e Extensão na Área da Aprendizagem e Fracasso Escolar pela USP; Especialização em Gestão em Educação e Novas Modalidades de Ensino – Educartis Corporation pela FECAP – Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado; Estágio Supervisionado no Projeto Educativo “Fazer a Ponte” – Ministério da Educação de Portugal e Study Group Reggio Emilia – Itália – Preschools and Infant-Toddler Centers – Istituzione of the Municipality of Reggio Emilia – Friends of Reggio Children International Association. E-mail: elisete.baruel@fk1.com.br

10 coisas que toda criança com autismo gostaria que você soubesse - 30/10/2007
Ellen Nottohm

1) Antes de tudo eu sou uma criança. Eu tenho autismo. Eu não sou somente "Autista". O meu autismo é só um aspecto do meu caráter.

Não me define como pessoa. Você é uma pessoa com pensamentos, sentimentos e talentos. Ou você é somente gordo, magro, alto, baixo, míope.

Talvez estas sejam algumas coisas que eu perceba quando conhecer você, mas isso não é necessariamente o que você é. Sendo um adulto, você tem algum controle de como se auto-define. Se quer excluir uma característica, pode se expressar de maneira diferente.

Sendo criança eu ainda estou descobrindo.Nem você ou eu podemos saber do que eu sou capaz. Definir-me somente por uma característica, acaba-se correndo o risco de manter expectativas que serão pequenas para mim.E se eu sinto que você acha que não posso fazer algo, a minha resposta naturalmente será: Para que tentar?

 

2) A minha percepção sensorial é desordenada. Interação sensorial pode ser o aspecto mais difícil para se compreender o autismo.

Quer dizer que sentidos ordinários como audição, olfato, paladar, toque, sensações que passam desapercebidas no seu dia a dia podem ser doloridas para mim.

O ambiente em que eu vivo pode ser hostil para mim. Eu posso parecer distraído ou em outro planeta, mas eu só estou tentando me defender.

Vou explicar o porquê: uma simples ida ao mercado pode ser um inferno para mim: a minha audição pode ser muito sensível.

Muitas pessoas podem estar falando ao mesmo tempo, música, anúncios, barulho da caixa registradora, celulares tocando, crianças chorando, pessoas tossindo, luzes fluorescentes.

O meu cérebro não pode assimilar todas estas informações, provocando em mim uma perda de controle. O meu olfato pode ser muito sensível.

O peixe que está à venda na peixaria não está fresco. A pessoa que está perto pode não ter tomado banho hoje. O bebê ao lado pode estar com uma fralda suja.O chão pode ter sido limpo com amônia. Eu não consigo separar os cheiros e começo a passar mal. Porque o meu sentido principal é o visual.

Então, a visão pode ser o primeiro sentido a ser super-estimulado. A luz fluorescente não é somente muito brilhante, ela pisca e pode fazer um barulho.

O quarto parece pulsar e isso machuca os meus olhos. Esta pulsação da luz cobre tudo e distorce o que estou vendo. O espaço parece estar sempre mudando.

Eu vejo um brilho na janela, são muitas coisas para que eu consiga me concentrar. O ventilador, as pessoas andando de um lado para o outro... Tudo isso afeta os meus sentidos e agora eu não sei onde o meu corpo está neste espaço.

 

3) Por favor, lembre de distinguir entre não poder (eu não quero fazer) e eu não posso (eu não consigo fazer) Receber e expressar a linguagem e vocabulário pode ser muito difícil para mim.

Não é que eu não escute as frases. É que eu não te compreendo.Quando você me chama do outro lado do quarto, isto é o que eu escuto "BBBFFFZZZZSWERSRTDSRDTYFDYT João".

Ao invés disso, venha falar comigo diretamente com um vocabulário simples: "João, por favor, coloque o seu livro na estante. Está na hora de almoçar". Isso me diz o que você quer que eu faça e o que vai acontecer depois. Assim é mais fácil para compreender.

 

4) Eu sou um "pensador concreto" (CONCRETE THINKER). O meu pensamento é concreto, não consigo fazer abstrações.Eu interpreto muito pouco o sentido oculto das palavras.

É muito confuso para mim quando você diz "não enche o saco", quando o que você quer dizer é "não me aborreça". Não diga que "isso é moleza, é mamão com açúcar" quando não há nenhum mamão com açúcar por perto e o que você quer dizer é que isso e algo fácil de fazer.Gírias, piadas, duplas intenções, paráfrases, indiretas, sarcasmo eu não compreendo.

 

5) Por favor, tenha paciência com o meu vocabulário limitado.Dizer o que eu preciso é muito difícil para mim, quando não sei as palavras para descrever o que sinto.

Posso estar com fome, frustrado, com medo e confuso, mas agora estas palavras estão além da minha capacidade, do que eu possa expressar. Por isso, preste atenção na linguagem do meu corpo (retração, agitação ou outros sinais de que algo está errado).

Por outro lado, posso parecer como um pequeno professor ou um artista de cinema dizendo palavras acima da minha capacidade na minha idade. Na verdade, são palavras que eu memorizei do mundo ao meu redor para compensar a minha deficiência na linguagem.

Por que eu sei exatamente o que é esperado de mim como resposta quando alguém fala comigo. As palavras difíceis que de vez em quando falo podem vir de livros, TV, ou até mesmo serem palavras de outras pessoas. Isto é chamado de ECOLALIA. Não preciso compreender o contexto das palavras que estou usando. Eu só sei que devo dizer alguma coisa.

 

6) Eu sou muito orientado visualmente porque a linguagem é muito difícil para mim.Por favor, me mostre como fazer alguma coisa ao invés de simplesmente me dizer. E, por favor, esteja preparado para me mostrar muitas vezes. Repetições consistentes me ajudam a aprender.

Um esquema visual me ajuda durante o dia-a-dia. Alivia-me do stress de ter que lembrar o que vai acontecer. Ajuda-me a ter uma transição mais fácil entre uma atividade e outra. Ajuda-me a controlar o tempo, as minhas atividades e alcançar as suas expectativas.

Eu não vou perder a necessidade de ter um esquema visual por estar crescendo. Mas o meu nível de representação pode mudar. Antes que eu possa ler, preciso de um esquema visual com fotografias ou desenhos simples. Com o meu crescimento, uma combinação de palavras e fotos pode ajudar mais tarde a conhecer as palavras.

 

7) Por favor, preste atenção e diga o que eu posso fazer ao invés de só dizer o que eu não posso fazer. Como qualquer outro ser humano não posso aprender em um ambiente onde sempre me sinta inútil, que há algo errado comigo e que preciso de CONSERTO.

Para que tentar fazer alguma coisa nova quando sei que vou ser criticado? Construtivamente ou não é uma coisa que vou evitar. Procure o meu potencial e você vai encontrar muitos! Terei mais que uma maneira para fazer as coisas.

 

8) Por favor, me ajude com interações sociais, pode parecer que não quero brincar com as outras crianças no parque, mas algumas vezes simplesmente não sei como começar uma conversa ou entrar na brincadeira. Se você pode encorajar outras crianças a me convidarem a jogar futebol ou brincar com carrinhos, talvez eu fique muito feliz por ser incluído.

Eu sou melhor em brincadeiras que tenham atividades com estrutura começo-meio-fim. Não sei como "LER" expressão facial, linguagem corporal ou emoções de outras pessoas. Agradeço se você me ensinar como devo responder socialmente.

Exemplo: Se eu rir quando Sandra cair do escorregador não é que eu ache engraçado. É que eu não sei como agir socialmente. Ensine-me a dizer: Você esta bem?.

 

9) Tente encontrar o que provoca a minha perda de controle.Perda de controle, "chilique", birra, mal-criação, escândalo, como você quiser chamar, eles são mais horríveis para mim do que para você. Eles acontecem porque um ou mais dos meus sentidos foi estimulado ao extremo.

Se você conseguir descobrir o que causa a minha perda de controle, isso poderá ser prevenido - ou até evitado. Mantenha um diário de horas, lugares pessoas e atividades. Você encontrar uma seqüência pode parecer difícil no começo, mas, com certeza, vai conseguir. Tente lembrar que todo comportamento é uma forma de comunicação.

Isso dirá a você o que as minhas palavras não podem dizer: como eu sinto o meu ambiente e o que está acontecendo dentro dele.

 

10) Se você é um membro da família me ame sem nenhuma condição.Elimine pensamentos como "Se ele pelo menos pudesse…" ou "Porque ele não pode…" Você não conseguiu atender a todas as expectativas que os seus pais tinham para você e você não gostaria de ser sempre lembrado disso.

Eu não escolhi ser autista. Mas lembre-se que isto está acontecendo comigo e não com você. Sem a sua ajuda a minha chance de alcançar uma vida adulta digna será pequena. Com o seu suporte e guia, a possibilidade é maior do que você pensa.

Eu prometo: EU VALHO A PENA. E, finalmente três palavras mágicas: Paciência, Paciência, Paciência. Ajuda a ver o meu autismo como uma habilidade diferente e não uma desabilidade. Olhe por cima do que você acha que seja uma limitação e veja o presente que o autismo me deu.

Talvez seja verdade que eu não seja bom no contato olho no olho e conversas, mas você notou que eu não minto, roubo em jogos, fofoco com as colegas de classe ou julgo outras pessoas? É verdade que eu não vou ser um Ronaldinho "Fenômeno" do futebol.

Mas, com a minha capacidade de prestar atenção e de concentração no que me interessa, eu posso ser o próximo Einstein, Mozart ou Van Gogh. Eles também tinham autismo, uma possível resposta para Alzaheim o enigma da vida extraterrestre

O que o futuro tem guardado para crianças autistas como eu, está no próprio futuro. Tudo que eu posso ser não vai acontecer sem você sendo a minha Base. Pense sobre estas "regras" sociais e se elas não fazem sentido para mim, deixe de lado. Seja o meu protetor seja o meu amigo e nós vamos ver ate onde eu posso ir.

CONTO COM VOCÊ!!!


Retirado do site: http://www.autimismo.com.br/

Para Saber Mais:
http://topicosemautismoeinclusao.blogspot.com/
http://br.groups.yahoo.com/group/educautismo/

Contato: topicosemaautismoeinclusao@gmail.com

Avaliação deste Artigo: 4 estrelas
COMPARTILHE

DeliciusDelicius     DiggDigg     FacebookFacebook     GoogleGoogle     LinkedInLinkedIn     MySpaceMySpace     TwitterTwitter     Windows LiveWindows Live

AVALIE O ARTIGO





INDIQUE ESTE ARTIGO PARA UM AMIGO










33 COMENTÁRIOS

1 Fernanda - maua sp
Me emocionei...porem foi de grande ajuda para quem como eu convive com essas bencoes,melhor forma de ajuda los e entender como se sentem.
19/12/2013 17:37:31


2 rosangela - recife
Enriquecendo,mi ajudara bastante no convívio com minha mínima,poderei. Seguir com mais clareza.
23/08/2013 23:43:55


3 francisca - formosa
eu gostei desse arquivo descobri que meu filho tem autismo estou procurando me informar o máximo pra poder ajudalo em tudo e compreender as suas limitações
19/07/2013 18:25:10


4 Elaine Lima - São Paulo
Gostaria que tivesse mais profissionais preparados para poder ajudar nós, os pais, pois quando a gente procura ajuda, principalmente quando a criança tem dificuldade de fala e interação social, eles falam que é normal. Esse artigo me ajudou muito.
27/06/2013 22:07:46


5 Fátima Garcia simor da rocha - Ouro Fino
Eu achei muito lega . Meu filho tem autismo , eu passei entendemais
11/06/2013 13:21:42


6 MARISA BERNARDO - BRASILIA
Este foi um texto dos melhores dos melhores,sobre o autismo que já vi. Maravilhoso, com certeza vou levar como bagagem para minha pós graduação em psicopedagogia.
19/05/2013 23:22:04


7 alessandra almeida - sao paulo
adorei as dicas e me emocionei muito....como é dificil e olha que tem pessoas que ainda reclamam da vida
15/04/2013 16:14:26


8 Rafaelle Borges - salvador
Demais...amei as dicas e chorei muito, pois agora entendo como eles se sentem e infelizmente não sabia como agir!! Obrigada!
09/04/2013 10:58:20


9 márcia - Rio Bonito RJ
Gostei muito dessas dicas onde vão me orientar um pouco mais com meus alunos na área de inclusão.
24/03/2013 16:09:17


10 geovane josé da silva - São PAULO
So universitário do 5º semestre da de pedagogia da universidade, AnhangueraUniban adorei muito este artigo, estou estudando muito porque cuido de um aluno autsita e estou com muita fé que irei ajudalo muito a ele vencer este obstáculo. Sou muito grato irei fazer a diferença com muita fé!!
23/02/2013 00:36:36


11 geovane josé da silva - São Paulo
sOU estagiario pedagogico do 5º semestre e aconpanho um aluno do primeiro ano do funde 1, estava com muita dificuldade em cuidar deste aluno mais agora sei que vai me ajudar muito.Pois eu ja estava para desistir, mais vejo que todo esforço vale apena grato.
21/02/2013 15:10:17


12 Ronaldo Alves - teresina
tenho um filho autista ele e tudo pra mim e minha familia.e com esse artigo vai me ajudar bastante pra poder lidar com meu anjinho chamado luis gustavo.
06/01/2013 23:01:04


13 Monique - Tres Rios
Eu chorei com esse artigo! Meu filho tem diagnóstico de autismo e tem 5 anos de idade! Foi difícil pra mim saber desse problema. O pai dele não acredita nem um pouco, e foi na internet que eu `diagnostiquei` primeiramente ele, depois o profissional
31/12/2012 16:05:34


14 Ingridy - São Vicente
Maravilhosoo.
15/10/2012 16:05:39


15 Edileusa Cristina - Limoeiro
Achei super legal, tenho um aluno com AUTISMO e sei como é difícil mais procurarei seguir essas regras!
03/08/2012 19:37:40


16 marta cristina - maceió
tenho um menino autista d 3 anos. dizem que sou boa mãe , mas passei a entender melhor a nessecidade d luis miguel depois desse artigo estou apaixona e até me emocionei bastante. Aproveite para fazer varias copias e sai destribuindo para que outros passasem a conhecer melhor o autista , assim me ajudar a lidar com meu filho. obrigada! mil vezes obrigada!
13/07/2012 19:28:33


17 milca lima - mangaratiba
Este artigo nos faz perceber q é preciso enxergar com o coração,com a alma.Sou professora e sei q este artigo irá me ajudar muuuito.Simplesmente maravilhoso.
10/01/2012 18:10:47


18 milca lima - mangaratiba
Este artigo nos faz perceber q é preciso enxergar com o coração,com a alma.Sou professora e sei q este artigo irá me ajudar muuuito.Simplesmente maravilhoso.
10/01/2012 18:06:11


19 marisa aparecida rosario reinaldo - São Paulo
adorei a mensagem. convivendo com estas crianças tão especiais encontramos o verdadeiro amor. eles não cobram nada, apenas nos amam. tenho um irmão especial e ele é puro amor.
17/09/2011 07:43:34


20 Eliza Hashimoto - São Paulo
Achei interessante a forma como foi escrita. É bastante esclarecedor. Gostei! Sem informação, nós podemos cometer injustiças, fazer julgamentos precipitados, e simplesmente tachar uma criança de mal educada. Graças a informação eu posso me conscientizar disto.Sei que há vários graus de autismo,desde a clássica para outros espectros. Obrigada.
08/08/2011 15:59:44


21 Silvania Dias carvalho - Bacabeira
Parabéns! Este artigo fez com que todos que convivem com crianças autistas, entendam como elas ésão. Eu tenho um sobrinho que minha cunhada já levou em inúmeros médicos Fonoaudiólogo, Psicologo, Neuro e outros, para saber qual a patologia que ele tem, confesso sempre disse a ela que ele é uma criança com estes aspectos e especialidades acima descritos por este artigo. Pelo pouco conhecimento que tinha sobre este assunto, lendo este artigo vou saber como ajudálos. Parabéns.
05/07/2011 14:44:00


22 tarcisio do nascimento - Belo Horiaonte
Muito bom o artigo, ajuda bem no relacionamento professor aluno.E esclarece determinados comportmentos de atitudes em sala de aula. Axé
06/06/2011 04:57:06


23 Eliana Santos Vieira - Jequié Bahia
Olá!! Adorei o artigo porque irá me ajudar muito, tanto no lado profissional como pessoal. Todos necessitam saber disso. Muito obrigado!
16/04/2011 07:41:22


24 francineide amorim - Ipanguaçu/rn
Muito bom, vou enviar a outros colegas, e familiares sou p professora e tenho aluno autista leio bastante sobre autismo adorei...
14/10/2010 20:59:03


25 Nilton - Dona Inês PB
É demais, eu me senti autista e é muito difícil.Amei tal artigo
29/07/2010 08:51:50


26 marli de souza vieira - taboaõ da serra
achei excelente, este artigo,muito bom e p~´atricomesmo para o meu dia a dia.
20/07/2010 14:48:00


27 ionice - rio de Janeiro
Achei excelente esse artigo.Temos um aluno autista e por essa razão estamos sempre estudando e pesquisando sobre o assunto.
20/06/2010 15:18:28


28 Francisco de Assis Silva Santos - Morro do Chapé do PiauíPI
Realmente precisamos conhecer mais do mundo das crinças, para que posamos agir de forma mais justa e amorosa e assim cumprir nosso papel, seja de pai, mãe ou responsavél e também de educador.
18/04/2010 16:00:22


29 ANDREIA - cubatão
eu gostei e acho q isso ensina a amar nossos filhos ,ou outras crianças q tem autismo cada vez mais
24/05/2009 14:50:20


30 Raquel de Paula Moreira Barra Mansa RJ. - Barra Mansa
Traduz exatamente como deve ser a nossa conduta com essas pessoas tão especiais.Digo isso,pois sou mãe do Vinicius, um garoto genio,como ele mesmo se denomina e assim ele o é.
04/11/2008 14:43:04


31 Isabella Abreu - Silvânia
Eu adorei, porque ensina tudo para o que podemos fazer para que o nosso planeta VIVA melhor. Ass:isabella
26/05/2008 10:01:05


32 Rosemary Quintas - Niterói
EXCELENTE!!
28/03/2008 16:24:42


33 ADRIANA ALCANTARA - cubatão
Adorei o artigo,muito bom
07/11/2007 08:13:20


ENVIE SEU COMENTÁRIO

Preencha todos os dados abaixo e clique em Enviar comentário.



(seu e-mail não será divulgado)


Os conceitos e opiniões emitidos em artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores.